Crie um site como este com o WordPress.com
Comece agora

Reciclando o Lixo do Passado

Enquanto corro, costumo ouvir música e pregação. Neste último caso, gosto muito de alguns pregadores, como David Allen, Andy Stanley, Luciano Subirá, Steven Furtick, Alistair Begg, entre outros. No exercício de hoje, ouvi algumas mensagens de Stanley. Quero compartilhar com você, em breves linhas, algo que me edificou bastante, sobre como lidar com o lixo do passado em nossa vida.

A propósito, Andy é um comunicador muito claro, direto e prático. Filho de Charles Stanley, pastor emérito da PIB de Atlanta, Geórgia, EUA, Andy lidera uma megaigreja no subúrbio metropolitano daquela cidade, sede de grandes corporações como Coca-Cola e CNN, entre outras.

De fato, todos nós temos lixo do passado. Não vamos falar aqui necessariamente de situações ou problemas que nós mesmos causamos. Vamos pensar em situações que vivemos em nossos relacionamentos, conflitos que tivemos com outras pessoas ou ataques que recebemos e nos machucaram, os quais ainda arrastamos conosco, trazendo sofrimento e dor cada vez que lembramos desses momentos traumáticos.

São traumas, memórias ruins. Enfim, lixo.

E então? O que fazer com o mal que fizeram conosco? Vamos viver sempre lembrando e remoendo tais experiências? Ou vamos reciclar e avançar? Vamos lá para as dicas práticas.

Primeiro, Andy nos lembra que, se você não lidar com os seus traumas e problemas, eles vão malhar na sua mente, montar uma academia de halterofilismo, se tornarão maiores e mais fortes – enquanto você se tornará mais amargo. Não deixe que o sol se ponha sobre sua ira.

Segundo, ele sugere que você feche a conta com o passado, ou seja, encerre o assunto em sua vida, trabalhando a partir da perspectiva seguinte.

A sugestão é você debater o assunto consigo mesmo, escrever o máximo que precisar, quem sabe até conversar o assunto com um amigo ou mentor, alguém de confiança, e só terminar quando tiver a situação resolvida dentro de si, ou, pelo menos, o máximo que puder, não importa quanto tempo leve.

Assim, pergunte-se e responda a essas três perguntas:

  • 1) Quem lhe feriu?
  • 2) O que levaram de você: dignidade, autoestima, feriram seu ego, roubaram sua inocência?
  • 3) Cancele tudo isso. Declare cancelado.

Esse último ponto é uma forma de dizer: feche a conta, deixe no passado, vença, passe dessa etapa em sua vida, enfim, página virada.

Reflita bem. Ore a respeito, ore – muito. Enfim, procure resolver ao máximo suas questões. Enquanto não houver pensamentos e sentimentos melhores, certamente é necessário voltar a tais reflexões, até que se pense e sinta diferente…

Não significa que, ao seguir esses conselhos, você estará imediatamente ou magicamente livre. Oração e comunhão com são vitais para conseguirmos nos livrar do lixo do passado em nossa vida.

De agora em diante, pergunte a si mesmo não somente o que é o correto, mas também o que é o mais sábio. Falar, fazer ou pensar o que é correto pode trazer consequências complicadas; o melhor, então, é agirmos, adicionalmente, com sabedoria. Deus nos ajude.

Que Deus nos ajude.

Publicidade

4 comentários em “Reciclando o Lixo do Passado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: