Quando se Chega Quase aos 70

Edinísio de Assis

Quando se chega quase aos 70 e a vida parece longa, descobre-se que ela se revela curta e passageira e que precisa ser vivida intensamente.

Quando se chega quase aos 70 e a saúde parece perfeita, descobre-se que ela se afigura vulnerável e frágil e que precisa de cuidados permanentes.

Quando se chega quase aos 70 e os propósitos parecem divinos, descobre-se que eles se demonstram efêmeros e fúteis e que precisam ser reavaliados.

Quando se chega quase aos 70 e a família construída parece sólida, descobre-se que dela nos fica a certeza de ser um espaço de convivência e interação afetiva, e que precisa de assistência.

Quando se chega quase aos 70 e a felicidade parece ter sido alcançada, descobre-se que ela é uma miragem que perseguimos e que precisamos insistir em querer alcançar.

Quando se chega quase aos 70 e as realizações parecem plenas, descobre-se que elas se fazem desenhadas de modo incompleto, e que por ser assim muito nos excitam e dizem que ainda não é o fim de nada.

* Edinísio de Assis é alagoano. Pastor Batista, pedagogo e advogado em Aracaju, Sergipe, campo onde tem servido por mais de quatro décadas. Casado com Deise, pai de Enaura, Edinísio e Elton, orgulhoso avô de duas garotas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: